Releases Associadas

PIRELLI F1 – GP DE ABU DHABI: BOTTAS LIDERA TREINOS COM PNEUS MACIOS

Abu Dhabi, 29 de novembro de 2019

 

O QUE APRENDEMOS DO TL1 E TL2

→  As duas sessões de treinos ocorreram, em grande parte, como esperado, apesar de algumas interrupções pela manhã e outra bandeira vermelha à tarde que atrapalharam os treinos de corrida longa. A sessão do TL2 foi a mais relevante, com a temperatura da pista caindo à medida que a tarde dava lugar à noite, assim como acontecerá na classificação e na corrida.

→  Valtteri Bottas liderou o ‘um-dois’ da Mercedes no TL2, com sua volta mais veloz sendo com o pneu macio, quase um segundo mais rápido que o tempo equivalente no ano passado (feito de pneu hipermacio em 2018).

→  A maior parte dos treinos livres se deu com os pneus médios, amarelos, e macios, vermelhos, tendo os pilotos dado poucas voltas nos duros, brancos.

→  As condições climáticas permaneceram secas e quentes durante todo o dia, sendo o TL2 em temperaturas representativas aos da corrida em toda a sessão, por volta de 25ºC a ambiente e 28°C a de pista.

→  Como esperado, o desgaste e a degradação foram muito baixos ao longo do TL2, apontando para uma corrida de uma única parada no domingo.

→  A diferença de desempenho entre o pneu médio e o macio é de cerca de um segundo, com uma diferença similar entre o médio e o duro.

 

MARIO ISOLA – GERENTE MUNDIAL DE MOTORSPORT DA PIRELLI

“Do nosso ponto de vista, não tivemos surpresas em nenhuma das sessões de treinos livres, além do fato de que as diferenças de desempenho entre todos os compostos são um pouco maiores do que o esperado no momento e que a bandeira vermelha interrompeu os treinos de corrida longa do TL2. Como o TL3 de amanhã será realizado em condições quentes, de dia, a análise cuidadosa dos dados de hoje à noite será particularmente importante à medida que as equipes elaborarem sua estratégia para a classificação: ir para o Q2 com os pneus médios – o que poderia ser uma tática válida – ou com os pneus macios, se eles acreditarem que vão durar o suficiente durante todo o começo de corrida. O pneu duro também pode desempenhar um papel fundamental no dia da prova para aqueles que irão largar de macio, já que vimos um número considerável de equipes treinando isso no TL2. O resultado desta noite é cerca de um segundo mais rápido do que na mesma sessão em Yas Marina no ano passado, um sinal claro de que a Fórmula 1 continua evoluindo e se tornando constantemente mais rápida, por isso precisamos garantir que os pneus correspondam a esse progresso.”

 

Treino Livre 1 – Melhores tempos

 

Treino Livre 2 – Melhores tempos

 

Treino Livre 1 – Melhor tempo por composto

 

Treino Livre 2 – Melhor tempo por composto

 

Maior número de voltas por composto

 

Estatísticas dos pneus

* O número acima indica a quantidade total de quilômetros percorridos hoje no TL1 e TL2, com todos os pilotos combinados.

** Por composto, todos os pilotos combinados.

 

 

#

 

Facebook: @pirellibrazil   |   Twitter: @Pirelli_Br   |   Instagram: @pirelli_br   |   LinkedIn: @Pirelli

www.campneus.com.br —– www.pirelli.com